Nomes Linha de pensamento



Download 299,65 Kb.
Page9/10
Date conversion23.10.2016
Size299,65 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10
Gunnar Myrdal
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Político, Economista e Sociólogo, foi senador no parlamento sueco durante 1934-36 e 1942-46, além de Ministro do Comércio entre 1945 e 1947. De 1947 até 1957 foi secretário executivo da Comissão Econômica para a Europa das Nações Unidas. Juntamente com F. Hayek, ganhou o prêmio Nobel de 1974.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Durante o início de sua carreira, Myrdal foi um Institucionalista, algo que influenciou toda sua carreira, ao analisar a teoria do dinheiro e das flutuações econômicas a partir de uma inter-relação entre fatores econômicos, sociais e institucionais. Em outros trabalhos, G. Myrdal mostrou como as políticas de  New Deal desfavoreceram os afro-americanos. Analisou questões raciais juntamente das contrapartidas econômicas, em seu clássico Na American Dilemna (1944), que analisa o caráter "separado, mas igual" do sistema econômico americano. Em outro trabalho importante, Asian Drama: An inquiry into the Poverty of Nations, analisou a importância da distribuição adequada das terras e da educação no desenvolvimento do Sudeste Asiático.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • G. Myrdal não pertence a nenhuma linha de pensamento bem definida, por seu desenvolvimento em tópicos não correntes na academia. Por outro lado, segue uma tradição institucionalista, que procura ver as influências culturais e institucionais na formação da economia.
  •  
  • Principais Obras
  •  
    • An American Dilemna: The Negro Problem and Modern Democracy
    • Asian Drama: An Inquiry into the Poverty of Nations
    • The Political Element in the Development of Economic Theory
    • The Relation Between Social Theory and Social Policy
  • Douglas North (1920)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Douglas North nasceu em Cambridge, Massachusetts, em 1920. Graduou-se na Universidade Berkeley em 1942, onde também obteve seu PhD, em 1952. Durante a maior parte de sua vida, lecionou na Universidade de Washington. Em 1993, Douglas North dividiu o prêmio Nobel com Robert Fogel.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Sua principal contribuição foi fundar os pilares para a Nova História Econômica, método apoiado em metodologias quantitativas para interpretação da história e uso do instrumental neoclássico. Também analisou a história em termos de mudanças institucionais, com especial ênfase em teorias de direito de propriedade. Em seu mais importante livro, Structure and Change in Economic History, North procura entender as mudanças nas estruturas, entendidas como instituições econômicas e políticas, e padrões demográficos, tecnológicos e ideológicos.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Douglas North é um historiador econômico que faz uso do instrumental neoclássico para o desenvolvimento e revisão da história econômica.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Economic Growth of the United States, 1790 to 1860, 1961.
  • Growth and Welfare in the American Past: A new economic history, 1966.
  • "An Economic Theory of the Growth of the Western World", with R.P. Thomas, 1970,  Econ Hist Rev.
  • Institutional Change and American Economic Growth, with L.E. Davis, 1971.
  • The Rise of the Western World: A new economic history, with R.P. Davis,1973.
  • "The First Economic Revolution", with R.P. Thomas, 1977, Econ Hist Rev.
  • "Structure and Performance: the task of economic history", 1978, JEL
  • Structure and Change in Economic History, 1981.
  • Arthur Okun (1928 – 1980)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Okun nasceu em Jersey City, em 1928. Formou-se em 1949, na Universidade de Columbia, e obteve seu PhD em 1956, também na Universidade de Columbia. Nos anos 50 lecionou na Universidade de Yale. Nos anos 60 foi conselheiro dos presidentes Kennedy e Johnson, e nos anos 70 esteve no Brookings Institution, onde co-editou o influente periódico rookings Papers on Economic Activity.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • A principal contribuição de Arthur Okun é a chamada Lei de Okun. Segundo esta "lei", a cada 1 porcento de aumento no desemprego ter-se-ía 3 porcento de queda no PIB real em relação ao PIB potencial. Tal observação foi elevada ao status de "lei" devido ao ótimo funcionamento durante os anos 60, 70 e 80.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Arthur Okun é um economista neoclássico, com trabalho fortemente empírico.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • "Potential GNP: Its measurement and significance", 1962, Proceedings of ASA.
  • "Comment on Friedman's and Schwartz's Money and Business Cycles", 1963, REStat
  • "Investment Demand at Full Employment", 1963, Proceedings of ASA
  • Monetary Policy, Debt Management and Interest Rates: A Quantitative Appraisal", 1963, in
  • Stabilization Policies
  • The Political Economy of Prosperity, 1970.
  • "Upward Mobility in a High-Pressure Economy", 1973, BPEA
  • "Inflation: Its mechanics and welfare costs", 1975, BPEA
  • Equality and Efficiency: the Big Tradeoff , 1975.
  • "Efficient Disinflationary Policies", 1978, AER
  • "Rational Expectations with Misperceptions as a Theory of the Business Cycle", 1980, JMCB
  • Prices and Quantities: A macroeconomic analysis. 1981.
  • Economics for Policymaking: Selected Essays, 1983
  • Vilfredo Pareto
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido em  Paris, estudou matemática e literatura no Instituto Politécnico de Turin. Em 1893, começou a lecionar economia na Universidade de Lausanne. Só iniciou suas pesquisas em economia com 42 anos, e logo depois, estudaria sociologia. Procurou uma Lei Natural Fundamental, a Lei de Pareto, afirmando que independentemente da dos condicionantes políticos, sociais e tributários, havia uma tendência inevitável da renda ser distribuída sempre do mesmo modo. Foi um dos teóricos que produziram a ideologia precursora do fascismo.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Pareto é conhecido pelo conceito de Ótimo de Pareto. O produto é um ótimo de Pareto se, somente se, nenhum agente ou situação pode estar em uma posição melhor sem fazer com que outro agente ou situação assuma uma posição pior.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Por suas principais contribuições, Pareto auxiliou o desenvolvimento da Teoria Neoclássica.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • The New Theories of Economics
  • Cours d'économie politique
  • Manual of Political Economy
  • Luigi Pasinetti (1930)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  Pasinetti nasceu em 1930 em Bergamo, na Itália. Formou-se na Universidade Católica de Milão em 1954 e obteve seu PhD na Universidade de Cambridge, em 1962. Lecionou nos anos 60 e 70 no King´s College, em Cambridge, e na Universidade de Columbia. Em 1977 voltou à Itália e tornou-se professor em Milão e em Roma.
  •  
  • Contribuição
  •  Pasinetti foi um dos principais responsáveis por desenvolver formulações matemáticas rigorosas da teoria do valor e distribuição de Ricardo. Além disso, em controvérsia com Samuelson, mostrou uma falha séria da microeconomia ortodoxa, provando ser ilegítima o uso do valor do capital como variável para explicar a determinação da taxa de juros porque é exatamente a taxa de juros que determina o valor do capital.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  Pasinetti é um dos principais contribuidores da escola Neo-Ricardiana, de marcada oposição à escola neoclássica. Seu trabalho também se alinha com os pós-keynesianos.
  •  
  • Principais Obras
  •  "Changes in the Rate of Profit and Switches of Techniques", 1966, QJE.
  • "Switches of Technique and the `Rate of Return' in Capital Theory", 1969, EJ.
  • "Again on Capital Theory and Solow's Rate of Return", 1970, EJ.
  • "The Notion of Vertical Integration in Economic Analysis", 1973, Metroeconomica.
  • Growth and Income Distribution: Essays in economic theory, 1974.
  • Lectures on the Theory of Production, 1977.
  • "The Rate of Interest and the Distribution of Income in a Pure Labor Economy", 1980, JPKE.
  • Editor, Essays on the Theory of Joint Production, 1980.
  • Structural Change and Economic Growth: A theoretical essay on the dynamics of the
  • wealth of nations, 1981.
  • "Sraffa's Circular Process and the Concept of Vertical Integration", Political Economy, 1986.
  • "Theory of Value: A source of alternative paradigms in economic analysis", 1986, in Baranzini and Scazzieri, editors, Foundations of Economics.
  • "Growing Subsystems, Vertically Hyper-Integrated Sectors and the Labour Theory of Value", 1988, Cambridge JE.
  • “Sraffa on Income Distribution", 1988, Cambridge JE.
  • William Petty (1623 – 1687)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido em uma pobre família de Hampshire, Inglaterra, Petty estudou medicina na Holanda para depois, ir a Paris, trabalhar com T. Hobbes.Voltou para a Inglaterra onde doutorou-se em Oxford, para tornar-se professor de anatomia. Entre 1651 e 1659, esteve na Irlanda, onde enriqueceu para anos depois tornar-se Membro do Parlamento.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Petty criou vários conceitos importantes para a Ciência Econômica. O conceito de ceteris paribus, a idéia do pleno emprego, a igualdade entre renda e gasto nacional, os investimentos públicos como um instrumento de combate ao desemprego, a terra e o trabalho como fatores primários de produção, o ajuste automático da oferta de moeda (velocidade de circulação da moeda de acordo com as necessidades do comércio) e os ganhos no comércio internacional a partir de uma crescente especialização e divisão territorial do trabalho.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • É difícil enquadrar William Petty em alguma linha de pensamento devido ao caráter eclético de suas contribuições à Ciência Econômica. Pode-se dizer que aproxima-se mais de Marx e Keynes do que dos liberais, ao chamar atenção para a natureza do capitalismo de provocar uma divisão internacional do trabalho e a importância do Estado na geração de empregos.
  •  
  • Principais Obras
  • Edmund Phelps (1933)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Phelps nasceu em Evanston, Illinois, em 1933. Formou-se no Amherst College, em 1955 e obteve seu MA em 1957 e seu PhD em 1959, ambos na Universidade de Illinois. Lecionou em várias universidades, dedicando mais tempo para a Universidade da Pennsylvania nos anos 60 e para a Universidade de Columbia, nos anos 80.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Phelps criou, ao mesmo tempo que Friedman, a hipótese de uma taxa natural de desemprego, em que as expectativas dos agentes são plenamente realizadas. Além da taxa natural, Phelps dedicou-se à pesquisa de teorias de desemprego de procura por emprego, onde procurou explicar as decisões dos desempregados e o modo com que as pessoas trocam de emprego.
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Edmund Phelps é um economista que segue a linha de trabalho desenvolvida a partir da síntese neoclássica.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Microeconomic Foundations of Employment and Inflation Theory (1970)
  • Inflation Policy and Unemployment Theory: A Cost-Benefit Approach to Monetary planning (1972)
  • Studies in Macroeconomic Theory (1979)
  • Economic Justice (1973)
  • A. William Philips (1914 – 1975)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Phillips nasceu na Nova Zelândia, em 1914. Foi para Londres em 1937, e após a Segunda Guerra Mundial matriculou-se na London School of Economics. Em 1952 obteve seu PhD pela Universidade de Londres e dois anos depois tornou-se professor da London School of Economics. Em 1967 foi lecionar na Austrália e em 1970 voltou para Nova Zelândia.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Em um artigo seminal, "The Relation Between Unemployment and the Rate of Change of Money Wage Rates in United Kingdom, 1861-1957", Economica, 1958, Phillips deu origem a chamada curva de Phillips, substituindo a taxa de variação dos salários pela taxa de variação dos preços em geral. A curva de Phillips relaciona a existência de um trade-off entre inflação e desemprego, em que os governos podem transitar e escolher, assumindo assim a impossibilidade de ao mesmo tempo ter desemprego mínimo e inflação mínima. As estimativas de Phillips para a Grã-Bretanha mostravam que para uma taxa de desemprego de 2,5% os salários tendiam a crescer 2% ao ano; se este aumento fosse devido à produtividade, tais índices garantiam a estabilidade de preços.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Phillips é um economista da síntese neoclássica, mas seus interesses foram diversos a ponto de desenvolver uma Teoria do Controle Ótimo para a Economia, que não entrou em voga. Seus interesses passavam também pela sociologia e pela física.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • "Mechanical Models in Economic Dynamics", 1950, Economica
  • "Stabilization Policy in a Closed Economy", 1954, EJ
  • "Some notes on the estimation of time-forms of reactions in interdependent dynamic systems",  1956, Economica
  • "Stabilisation policy and the time form of lagged response", 1957, EJ
  • "The Relation Between Unemployment and the Rate of Change of Money Wage Rates in the  United Kingdom, 1861-1957", 1958, Economica
  • "The Estimation of Parameters in Systems of Stochastic Differential Equations", 1959,     Biometrika
  • "Employment, Inflation and Growth", 1962, Economica
  • "Estimation of Systems of Difference Equations with Moving Average Disturbances", 1966,  Econometrica
  • François Quesnay
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido na França.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Acreditava que somente a agricultura produzia um excedente, sendo a desta maneira somente as terras deveria ser objeto de taxação.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Quesnay juntamente com J.C.V. de Gournay estabeleceu as principais contribuições teóricas da economia fisiocrata. Foram os fisiocratas um dos primeiros grupos a se autodenominarem economistes.
  •  
  • Principais Obras 
  •  
  • Tableau Économique
  • Karl Polanyi (1886 – 1964)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  Nascido em Viena, Polanyi passou sua juventude em Budapeste. Quando estudante, aproximou-se de outros intelectuais como Georg Lukacs e Karl Mannheim. Participou ativamente na Primeira Guerra Mundial, sendo então aprisionado no fronte russo. Uma vez liberto, Karl Polanyi retorna a Viena e segue trabalhando como jornalista. Karl Polanyi muda-se para Inglaterra em 1933, vivendo durante muitos anos de tutor. Somente em 1940, durante um ciclo de palestras nos Estados Unidos, Polanyi iria oficialmente entrar na vida acadêmica, aceitando a proposta oferecida pelo Bennington College. A partir daí pode dedicar-se em sua obra prima, A Grande Transformação, publicada pela primeira vez em 1944. Com a repercussão de seu trabalho, foi convitado para lecionar na Universidade de Columbia, em 1947. Entretanto seu visto foi negado; sua mulher havia décadas antes, participado da Revolução Húngara. Durante o resto de sua carreira, Polanyi seria obrigado viajar entre Toronto e Nova Iorque, dando continuidade ao seu trabalho junto à Columbia. Em 1957, publicou sua segunda obra prima, Trade and Markets in the Early Empires (1957). Polanyi esteve sempre em exílio e nunca conseguiu se estabelecer consistemente na vida acadêmica.
  •  
  • Contribuição
  • Embora os trabalhos de Karl Polanyi sejam seminais para qualquer ramo das ciências humanas, houve maior repercussão na Sociologia e História Econômica. O pensamento chave é que, ao invés das relações sociais definirem as relações econômicas, como ocorrido na maioria das culturas que se conhece, no Capitalismo houve uma inversão: são as relações econômicas que definem as relações sociais. A grande transformação foi a Revolução Industrial, eliminando antigos padrões de relacionamento social e colocando novos, baseados nas relações de mercado. Assim, relações de reciprocidade, redistribuição e obrigações para a comunidade foram deslocadas por relações de mercado, provocando mudanças sociais significativas. Historicamente, Polanyi argumenta que a nova classe dominante, burguesa e mercantil, atuou conjuntamente com o Estado a fim de consolidar as novas forças, através de uma legislação adequada e do uso do poder do Estado para garantir a segurança do status quo desta nova classe..
  •  
  • Linha de Pensamento
  • Embora exista uma similitude muito grande entre as concepções da história da formação do Capitalismo com Marx, muitos associam Polanyi a Escola Histórica Alemã, associando com Weber e Simmel. O trabalho de Polanyi é multidisciplinar, sendo mais valorizado na sociologia e na Antropologia econômica, onde possui forte influência dos trabalhos de Durkheim, Malinowski e Thurnwald. É oposto dos trabalhos da New Economic, cujos pilares estão nos trabalhos de North e Fogel, que argumenta que a teoria do mercado pode explicar diferentes estágios da história econômica.
  •  
  • Principais Obras
  • The Great Transformation, 1944.
  • Trade and Markets in Early Empires, with K. Conrad, K. Arensburg and H.W. Pearson, 1957.
  • Dahomey and the Slave Trade, with A. Rotstein, 1966.
  • Primitive, Archaic and Modern Economics: Essays of Karl Polanyi, 1968.
  • The Livelihood of Man, with H.W. Pearson, 1977.
  • David Ricardo (1772 – 1823)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • David Ricardo nasceu em Londres, na Inglaterra. Dois anos antes de morrer, fundou o Clube de Economia Política, em 1821.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Sua principal contribuição foi o princípio dos rendimentos decrescentes, devido a renda das terras. Tentou deduzir um teoria do valor a partir da aplicação do trabalho. Outra contribuição foi a Lei do Custo Comparativo, que demonstrava os benefícios advindos de uma especialização internacional na composição dos commodities do comércio internacional. Este foi o principal argumento do Livre Comércio, aplicado pela Inglaterra, durante o século XIX, exportando manufaturas e importando matérias primas.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • David Ricardo é reconhecido como o sucessor de Adam Smith. Foi o economista mais influente de sua época, e a influência de seu trabalho se manteria por décadas, até  1870.
  •   Principais Obras
  •  
  • The High Price of Bullion, A Proof of the Depreciation of Bank Notes, 1810.
  • Observations on some Passages in a Article in the Edinburgh Review, on the Depreciation of the Paper Currency, 1811.
  • Reply to Mr Bosanquet's Practical Observation on the Report of the Bullion Committee , 1811.
  • An Essay on the Influence of a Low Price of Corn on the Profits of Stock, 1815 - Copy (1), Copy (2).
  • Proposals for an Economical and Secure Currency, 1816.
  • On the Principles of Political Economy and Taxation , 1817. Another Copy
  • On Protection in Agriculture, 1822.
  • Mr Ricardo's Speech on Mr Western's Motion, for a Committee to consider the Effects produced by the Resumption of Cash payments, 1822.
  • Plan for the Establishment of a National Bank, 1824.
  • Works of David Ricardo
  • Bibliography of works about David Ricardo by Ross Emmett.
  • Essay on "Comparative Advantage"
  • Joan Robinson
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Economista inglesa, foi uma das discípulas de Keynes. De 1928 a 1971 foi professora na Universidade de Cambridge.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Questionou o uso do capital agregado na função de produção. Questionava quando a poupança determinava o investimento ao invés do investimento determinar a poupança.
  •  
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Pertenceu, nos anos 30, ao Cambridge Circus, o grupo formado por R. Harrod, A. Robinson, J. Meade, R. Kahn e P. Sraffa,  reunidos para discutir a Teoria Geral de Keynes. Ao longo de sua vida, Joan Robinson sempre defendeu posições de esquerda.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • The Accumulation of Capital
  • The Cultural Revolution in China
  • Economic Heresies: Some Old-Fashioned Questions in Economic Theory
  • Economic Philosophy
  • The Economics of Imperfect Competition
  • An Essay on Marxian Economics
  • Introduction to the Theory of Employment
  • Rosa Luxemburgo (1870 – 1919)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascida na Polônia, Rosa sempre foi uma ativista na política. Ela foi uma das fundadores do Partido Social Democrata Polonês e liderou a facção de esquerda do Partido Social Democrata Alemão. Foi assassinada em 1919, após o fracasso da Revolução Alemã.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Rosa foi uma das primeiras marxistas teóricas que investigou os desdobramentos de uma teoria marxista. Seu famoso tratado, A Acumulação de Capital (1913), ela enfatizou o debate sobre a crise, analisando principalmente a lógica do Imperialismo, que levaria a crises devido a demanda agregada insuficiente, nos países não capitalistas. Rosa argumentou que a angústia e a instabilidade imediatamente anterior a Primeira Guerra Mundial foi em grande parte causada pelas tensões emergidas no sistema imperialista.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Rosa Luxemburgo, juntamente com Kautski, procuraram defender os alicerces do Marxismo diante das críticas de Bernstein. Para Rosa, não se poderia desprezar os efeitos do imperialismo e do capital financeiro na geração das crises proferidas por Marx..
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • "Again the Masses and Leaders", 1911
  • Accumulation of Capital, 1913.
  • "Martinique", 1902.
  • "The War and the Workers: Junius Pamphlet, 1916.
  • "The Socialization of Society", 1918.
  • Five Letters from Prison, 1918.
  • Collected Works, 1922.
  • Social Reform or Revolution, 1925.
  • Walt Rostow (1916)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Rostow nasceu em 1916, em Nova York. Formou-se em 1936, na Universidade de Yale, obteve seu MA em Oxford, 1938 e seu PhD na Universidade de Yale, em 1939. Começou lecionando em Harvard nos anos 40 e só deixou em 1961, para assumir posições governamentais importantes. Envolvido com a guerra do Vietnã no governo Johnson, abandonou seu cargo para voltar a lecionar, desta vez na Universidade de Texas, Austin.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Rostow teve importante contribuição para as teorias de crescimento econômico do imediato pós-guerra. Segundo ele, o crescimento se dava por estágios, e era preciso combinações adequadas de poupança, capital e produto para que se desse a decolagem de um país. Rostow relançou a idéia chave de que existe um caminho certo para o desenvolvimento com etapas bem definidas. As inúmeras críticas, contudo, derrubaram a credibilidade de um dos mais vendidos livros de não ficção do pós-guerra.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Rostow é um historiador econômico clássico, com pensamento marcadamente anti-comunista.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • "Investment and the Great Depression", 1938, Econ History Review
  • Essays on the British Economy of the Nineteenth Century, 1948.
  • "The Terms of Trade in Theory and Practice", 1950, Econ History Review
  • "The Historical Anlysis of Terms of Trade", 1951, Econ History Review
  • The Process of Economic Growth, 1952.
  • "Trends in the Allocation of Resources in Secular Growth", 1955, in Dupriez, editor.
  • Economic Progress An American Policy in Asia, with R.W. Hatch, 1955.
  • "The Take-Off into Self-Sustained Growth", 1956, EJ
  • A Proposal: Key to an effective foreign policy, with M. Millikan, 1957.
  • "The Stages of Economic Growth", 1959, Econ History Review
  • The Stages of Economic Growth: A non-communist manifesto, 1960.
  • Politics and the Stages of Growth, 1971.
  • How it All Began: Origins of the modern economy, 1975.
  • Paul Samuelson
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido no Estado de Indiana, doutorou-se na Universidade de Harvard. Desde 1940, foi professor do MIT. Em 1961 presidiu a American Economic Association. Foi o primeiro americano a ganhar o prêmio Nobel de economia, em 1970.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Seu livro Foundations of Economic Analysis foi um clássico e incentivou decisivamente o uso da matemática na economia. Segundo Samuelson, os comportamentos poderiam ser entendidos maximizando ou minimizando sujeitos a restrições. Contribuiu em inúmeros tópicos: teoria do consumidor, comércio internacional, dinâmica e equilíbrio geral e macroeconomia. Desenvolveu a síntese neoclássica, unindo a microeconomia neoclássica e a macroeconomia keynesiana. Segundo Samuelson, a política fiscal e monetária é requerida a fim de atingir o pleno-emprego. Uma vez atingido a política governamental não seria mais necessária.
  •  
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Rational Expectations, the Optimal monetary Instrument and the Optimal Money Supply Rule, JPE
  • After Keynesian Macroeconomics
  • Thomas Sargent
  • Menu
  • principal
  • Biografia     Contribuição
  •  
  • Juntamente com Neil Wallace, colocaram a idéia de que as políticas macroeconômicas eram inefetivas. Para ele, uma mudança anti-inflacionária para enfrentar um déficit financeiro sem senhoragem, poderia resultar em inflacionária devido as expectativas racionais dos agentes.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Sargent, ao lado de Robert Lucas e Robert Barro, foram os fundadores da economia novo clássica, com o conceito das expectativas racionais.
  •  
  • Principais Obras
  • Jean Baptiste Say
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido em Lyon, Say foi um pioneiro no ensino de política econômica na França.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Jean-Baptiste Say é principalmente conhecido e referido pela Lei de Say, "a oferta cria sua própria demanda", postulando assim que a superprodução seria impossível, pois os valores eram relativos. Desta maneira, já estão implícitas em Say as hipóteses de preços e salários relativos, tanto no longo como no curto prazo. (Posteriormente, Keynes demonstraria que está não é uma regra aplicável à economia no curto prazo, quando os salários não são lexíveis). Say foi um dos primeiros economistas a criticar a Teoria do Valor Trabalho, postulando que o valor não dependia do trabalho dispendido e sim da utilidade associada ao produto.
  •   Linha de Pensamento
  •  
  • Say seguia as concepções de Adam Smith, e segundo Marx, Say foi um empresário que popularizou os conceitos e foi responsável pela vulgarização das idéias de Smith nos países anglo-saxões. Seu manual, Traité d'Économie Politique, foi traduzido para o inglês e amplamente difundido da Inglaterra e nos Estados Unidos.
  •   Principais Obras
  •  
  • Traité d'économie politique
  • Thomas Schelling
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Doutorou-se em Harvard. Colaborou com o Plano Marshall, entre 1948 e 1953. Lecionou na Universidade de Yale, e em Harvard desde 1958. A partir de 1990 começou a lecionar na Universidade de Maryland. Foi presidente da American Economic Association em 1991.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Schelling é um pesquisador eclético. Abordou uma ampla gama de assuntos como estratégia militar, controle de armas, economia do meio ambiente, a questão racial, os arsenais nucleares, além de outros assuntos relacionados à ética.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • É um pensador da direita. Em um de seus estudos, Schelling desencoraja maiores esforços para reduzir o aquecimento global, pois tais esforços ajudariam somente os países pobres, dependentes de recursos naturais, etc.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • The Strategy of Conflict, 1960.
  • "Experimental Games and Bargaining Theory", 1960, World Politics.
  • Arms and Influence, 1976.
  • Micromotives and Macrobehavior, 1978.
  • Thinking Through the Energy Problem, 1979.
  • Incentives for Environmental Protection, 1983.
  • Choice and Consequence, 1985.
  • Strategy and Arms Control, 1986
  • Bargaining, Communication and Limited War, 1993
  • Gustav Schmoller (1838 – 1917)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Schmoller lecionou durante décadas na Universidade de Berlin.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Foi um opositor da Escola Neoclássica e conseguiu isentar o pensamento alemão de suas influências. Schmoller não acreditava na existência de Leis na Economia, conforme defendiam os Neoclássicos.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Foi o principal líder da Escola Historicista Alemã, na segunda metade do século XIX. Opunha-se a metodologia da Economia Neoclássica.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • On the History of German Small Industry in the 19th Century, 1870.
  • "The Idea of Justice in Political Economy", 1881, Annals of AAPSS.
  • Social and Industrial History, 1890.
  • The Mercantile System and its Historical Significance, 1897.
  • Outline of General Economic History, two volumes, 1900/1904
  • Henry Schultz (1893 – 1938)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  • Foi um dos primeiros economistas importantes a lecionar na Universidade de Chicago. Morreu prematuramente em 1938.
  •  
  • Contribuição
  • A aplicação da estatística e os demais trabalhos realizados foram base para o posterior desenvolvimento da Econometria. Schultz procurou estimar as funções de oferta e demanda dentro de um sistema de equilíbrio geral Walrasiano.
  •  
  • Linha de Pensamento
  • Schultz é um economista neoclássico. Foi pioneiro na introdução de métodos quantitativos ao estudo da economia e introduziu enfaticamente o sistema Walrasiano.
  •  
  • Principais Obras
  • "Elasticity of Demand and the Coefficient of Correlation", 1923, QJE
  • "An Extension of the Method of Moments", 1925, JASA
  • "Theoretical Considerations Relating to Supply", 1927, JPE.
  • "Mathematical Economics and the Quantitative Method", 1927, JPE.
  • Statistical Laws of Demand and Supply with Special Application to Sugar, 1928.
  • "Rational Economics", 1928, AER
  • "Marginal Productivity and the General Pricing Process", 1929, JPE.
  • The Meaning of Statistical Demand Curves, 1930.
  • "The Standard Error of a Forecast from a Curve", 1930, JASA.
  • "The Italian School of Mathematical Economics", 1931, JPE
  • "Fresc on the Measurement of Utility", 1933, JPE.
  • "The Standard Error of the Coefficient of Elasticity of Demand", 1933, JASA.
  • "A Comparison of Elasticities of Demand Obtained by Different Methods", 1933,
  • Econometrica.
  • "Interrelations of Demand", 1933, JPE.
  • "Interrelations of Demand, Price and Income", 1935, JPE.
  • "Review of Leon Walras", 1937, JPE.
  • "The Quantitative Method with Special Reference to Economic Inquiry", 1938, Cowles Fourth Annual Research Conference
  • The Theory of Measurement of Demand, 1938. "A Misunderstanding in Index Theory: The true Konus condition on cost-of-living index numbers and its limitations", 1939, Econometrica
  • Joseph Schumpeter
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido em Trietsh, na Áustria, Schumpeter estudou Direito e Economia na Universidade de Viena. Durante anos, lecionou na Universidade de Harvard. Foi presidente da American Economic Association, no ano de 1948. Nunca lia os trabalhos dos estudantes. Para os alunos, sempre dava A-, para as alunas A, e para aqueles que gostava, A+. (Evsey D. Domar, Eminent Economists).
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Suas teorias sobre os ciclos econômicos foram revolucionárias. Realçou o papel das inovações tecnológias nos ciclos econômicos e colocou definitivamente o conceito de inovação no vernáculo econômico.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Schumpeter deu origem a uma nova linha de pensamento, denominada Neo-Schumpeteriana.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Capitalism, Socialism and Democracy
  • Business Cycles
  • ten Great Economists
  • History of Economic Analysis
  • The Theory of Economic Development
  • Amartya Sen (1933)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  Sen nasceu em Bengali, na Índia, em 1933. Graduou-se na Universidade de Calcutá, em 1953, e novamente na Universidade de Cambridge, em 1955. Obteve seu PhD em 1959, também na Universidade de Cambridge. Durante sua carreira acadêmica, lecionou na Universidade de Cambridge, na Universidade de Oxford e na London School of Economics. Sen, após muitos anos como favorito ao prêmio Nobel, finalmente foi laureado em 1998.
  •  
  • Contribuição
  • Sen foi reconhecido por duas de suas obras principais, Collective Choice and Social Welfare e On Economic Inequality, e por um importante artigo em que ele critica o conceito de optimalidade de Pareto, mostrando que para a Economia do Bem Estar, não se trata de um conceito neutro em valores. Sen contribuiu para o desenvolvimento de uma teoria da escolha social e para melhor elaboração da Economia do Bem-Estar.
  •  
  • Linha de Pensamento
  • Sen é um economista heterodoxo, com forte instrumental matemático, com várias contribuições críticas à economia neoclássica convencional.
  •  
  • Principais Obras
  • "Necessary and Sufficient Condition for Rational Choice Under Majority Decision", with P.K. Pattanaik, 1969, JET
  • Collective Choice and Social Welfare, 1970.
  • "The Impossibility of a Paretian Liberal", 1970, JPE
  • "Interpersonal Aggregation and Partial Comparability", 1970, Econometrica.
  • Guidelines for Project Evaluation with P.Dasgupta and S. Marglin, 1972.
  • "Behavior and the Concept of Preference", 1973,
  • Economica On Economic Inequality, 1973.
  • "Informational Bases of Alternative Welfare Approaches", 1974, JpubE
  • "Liberty, Unanimity and Rights", 1976, Economica.
  • "Welfare Inequalities and Rawlsian Axiomatics", 1976, Theory and Decision.
  • "Personal Utilities and Public Judgments: Or what's wrong with welfare economics", 1979, EJ
  • "The Welfare Basis of Real Income Comparisons", 1979, JEL.
  • "The Sexual Division of Labor and the Working Class Family", 1980,RRPE.
  • Poverty and Famines: An essay on entitlement and depression, 1981.
  • Choice, Welfare and Measurement, 1982.
  • Commodities and Capabilities, 1985.
  • "Social Choice Theory", 1986, in Arrow and Intiligator, editors, Handbook of Mathematical
  • Economics, Vol. III. The Standard of Living, 1987.
  • On Ethics and Economics, 1987.
  • Nassau William Sênior
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Foi professor de economia na Universidade de Oxford
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Via a Economia Política como uma ciência positiva de fato, ao invés de uma ciência hipoteticamente positiva. Senior, segundo Keynes, foi, juntamente com Mill, o economista britânico pioneiro na formulação dos princípios de um método econômico.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Achava que a Ciência Econômica não deveria ser generalista, e sim voltar-se para o estudo do que é factual e provável.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Industrial Efficiency and S
  • Helbert Alexander Simon
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Simon nasceu no estado de Wisconsin, EUA. Doutorou-se em ciência política na Universidade de Chicago, onde também lecionou. Em 1978 ganhou o prêmio Nobel.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Simon estudou os processos de tomada de decisão nas organizações econômicas. Simon propôs também que a racionalidade das pessoas como limitada, devido aos custos ou a não existência de informações alternativas. Desta maneira, os consumidores não maximizariam sua utilidade; apenas se satisfariam. A mesma análise foi aplicada as firmas.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Simon foi um pensador multidisciplinar, transitando em psicologia, ciência política, sociologia e economia.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Administrative Behavior
  • Problems of Methodology-Discussion
  • Models of Bounded Rationality and Other Topics in Economic Theory
  • Models of Man
  • Organization
  • The Sciences of the Artificial
  • Rational Decision-Making in Business Organizations
  • Sismonde de Sismondi (1773 – 1842)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido em Genebra, Suiça. Ao longo de sua vida viveu na Suiça, França, Itália e Inglaterra, sempre mantendo contato com os intelectuais de sua época. Escreveu uma vasta obra sobre a história da Itália e da França.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Introduziu em definitivo o termo proletário. Em seus escritos, chamava atenção para as consequências da industrilização para a classe operária. Em Nouveaux Príncipes d'Économie Politique, 1819, criticou as doutrinas do livre comércio e do laissez-faire. Acreditava que o capitalismo possuia uma tendência inerente às crises, às depressões, por insuficiência de demanda agregada.
  •   Linha de Pensamento
  •  
  • Sismandi antecipou-se a Marx, enfatizando a importância de analisar os componentes e as consequências da luta de classes. Por outro lado, também se antecipou a Keynes, ao propor políticas de manutenção do emprego e manutenção dos níveis de demanda agregada.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • Nouveaux Principes d'Économie Politique, 1819
  • Adam Smith
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido na Escócia, Adam Smith graduou-se no Balliol College em Oxford. Lecionou Filosofia Moral na Universidade de Glasgow.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Adam Smith foi o economista que fundou as bases da ciência econômica, como conhecemos hoje. Seu amplo trabalho,  An Inquiry into the Nature and Causes of the Wealth of Nations, (Uma Investigação das Causas e da Natureza da Riqueza das Nações) é a obra seminal para a Ciência econômica, ao avaliar diversos aspectos da economia nacional e discutir velhas e novas questões. Acreditava na autoregulação dos mercados (mão invisível), embora não descartasse a importância do poder regulador do estado.
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Apesar de ser sempre relacionado com o laissez faire, o liberalismo econômico e a crença no poder do mercado, Adam Smith procurou também identificar o papel do governo no crescimento de uma nação.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • An Inquiry into the Nature and Causes of the Wealth of Nations
  • The Theory of Moral Sentiments
  • Robert Solow
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Doutorou-se em economia pela Universidade de Harvard, quando foi orientado por Leontief. Professor do MIT, Solow ganhou o prêmio Nobel de Economia em 1987, por sua análise do crescimento econômico. Foi presidente da American Economic Association em 1979.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Sua prinicipal contribuição foi desenvolver um modelo para explicar o crescimento econômico a partir da Função Cobb-Douglas, que incluísse a inovação tecnológica, o que foi denominado no modelo, Resíduo de Solow, que explicaria o crescimento econômico além dos fatores trabalho e capital.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Solow é um economista keynesiano, ligado atualmente a outros economistas do MIT. (Massachusetts Institute of Technology).
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • A Contribution to the Theory of Economic Growth, Quarterly Journal of Economics
  • Linear Programming and Economic Analysis
  • The New Industrial State or Son of Affluence, The Public Interest
  • Technical Change and the Aggregate Production Function, Review of Economics and Statistics
  • Notes on Coping, Eminent Economists: Their Life Philosophies
  • Werner Sombart (1863 – 1941)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido em Ernsleben, Alemanha, estudou Direito, Economia e História, nas universidades de Pisa, Roma e Berlin. Foi simpatizante do movimento nazista, embora tivesse diferentes opiniões quanto aos judeus. Em 1934, procurou analisar os problemas sociais da época de acordo com a visão Nazi. Morreu em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Atribuiu a emergência do Capitalismo Industrial ao espírito racionalista. Posteriormente acrescentaria que este espírito racionalista foi introduzido no norte europeu pelos judeus emigrados devido a inquisição. Por outro lado a ganância por bens luxuosos e extravagantes e o novo papel das mulheres emancipadas no universo de consumo, contribuiriam para o desenvolvimento do espírito capitalista.
  •   Linha de Pensamento
  •  
  • Pensador independente, procurou traçar teses alternativas à de Weber quanto às origens culturais do capitalismo. Afirmou que o Calvinismo e o Puritanismo não eram adequados para a coexistência e o desenvolvimento de valores como a parcimônia e o cálculo racional, além de outros valores burgueses.
  •  
  • Principais Obras
  • Arthur Spiethoff (1873 – 1957)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido na Alemanha, em 1873, foi durante seus anos de assistente de Schmoller, entre 1900 e 1904, que publicou seu primeiro trabalho sobre o ciclo de negócios.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Spiethoff conduziu uma ampla pesquisa para entender a natureza dos ciclos de negócios. Em geral, dava menor importância às idéias de que os ciclos de negócios se originavam a partir dos ciclos das políticas monetárias implementadas. Optava por teorias "reais", para entender as flutuações do investimento. Incluía uma extensa gama de fatores como responsáveis pelos ciclos: quebras de safra, fatores monetários, confiança do investidor, problemas de insuficiência de poupança doméstica, etc.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Seguia a Escola Histórica Alemã. Defendia que cada grupo de teorias é apenas válido para seu próprio tempo, para sua contemporaneidade.
  •  
  • Principais Obras
  • Piero Sraffa
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • P. Sraffa acelerou o desenvolvimento de seu carreira e de seus trabalhos após ir para Cambridge, convivendo com o grupo de economistas liderado por J.M. Keynes. Durante suas aulas, Sraffa fez uma análise sistemática e extensa da obra de A. Marshall, Princípios.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • A principal contribuição de P. Sraffa é a crítica da Teoria do Valor, principalmente, conforme concretizada na obra de A.Marshall.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Sraffa influenciou decisivamente o trabalho dos Neo-Ricardianos, como L. Pasinetti, P. Garegnani e J. Eatwell, que baseiam-se nos escritos de Ricardo para fundamentar suas teorias. Além disto, Sraffa foi responsável por organizar os escritos de Ricardo. Desta maneira, Sraffa é frequentemente associado a linha  Neo-Ricardiana.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • The Works and Correspondence of David Ricardo
  • The Production of Commodities by Means of Comodities
  • James Tobin
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Graduou-se em economia na Universidade de Harvard. É professor da Universidade de Yale desde 1950. Foi conselheiro econômico do presidente Kennedy, em 1961 e 1962. Foi presidente da American Economic Association em 1970.  Em 1981, ganhou o prêmio Nobel.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Sua análise dos mercados financeiros e suas relações com as decisões de gasto, emprego, produção e preços, lhe deu o prêmio Nobel. Tobin também é conhecido por sua Teoria de Seleção do Portfolio, que colocava que os investidores, a fim de balancear seus investimentos, deveriam equilibrar-se em investimentos de alto risco com alto retorno e investimentos de baixo risco.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Tobin é um economista keynesiano.
  • Principais Obras
  •  
  • National Economic Policy
  • The New Economics One Decade Older
  • On Improving the Economic Status of the Negro, Daedalus
  • One or Two Cheers for "The Invisable Hand", Dissent
  • Two Revolutions in Economic Theory, The First Economic Reports of President Kennedy and Reagan
  • Liquidity Preference as Behavior towards Risk, Review of Economic Studies
  • Monetary Policy, The Fortune Encyclopedia of Economics
  • Shigeto Tsuru
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Foi para estudar nos EUA, entrando em Harvard em 1933. Voltou ao Japão somente em 1942, expatriado, devido a Segunda Guerra Mundial. Foi um dos economistas mais influentes do Japão, durante décadas. Lecionava na Universidade Meiji Gakuin.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Procurou refinar a análise do capitalismo, a partir de uma análise marxista. Foi também um pioneiro nos estudos de Economia do Meio Ambiente e sempre chamou atenção para importância de se desenvolver o que chamou de Humanismo Científico.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Tsuru foi um economista marxista, embora fosse um pensador independente, mantendo sempre contato com outros economistas, como Schumpeter. Também debateu a Teoria do Valor de Marx  com M. Dobb, por ele ter se concentrado demais nos aspectos quantitativos da teoria.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • A Note on Capital/Output Ratio
  • Applicability and Limitations of Economic Development Theory
  • The Effects of Techonology on Productivity
  • In Place of GNP
  • Keynes versus Marx: The Methodology of Aggregates
  • Has Capitalism Changed?
  • Marx and the Analysis of Capitalism: A New Stage on the Basic Contradiction?
  • Towards a New Political Economy
  • The Economic Problems of Japan: Present and Future, Collected Works
  • The Future of Japan in the Modern World Including Relations With the United States and China, Collected Works
  • Whither Japan? A Positive Program of Nation-building in an Age of Uncertainty, Japan Quarterly
  • A New Japan?, The Atlantic Monthly
  • The Mainsprings of Japanese Growth: A Turning Point?
  • Thorstein Veblein
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido nos EUA, em Wisconsin, Veblen tornou-se doutor na Universidade de Yale. Devido a suas controversas opiniões a respeito da sociedade americana e seu ceticismo religioso, Veblen teve dificuldades em ser aceito no conservadorismo da academia, assim ensinando em várias escolas durante sua carreira, inclusive na Universidade de Chicago, quando tornou-se assistente. Foi editor do Journal of Political Economy e recusou a residência da American Economic Association, uma das mais cobiçadas posições na vida acadêmica dos EUA.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Cunhou o termo "consumo conspícuo" (o consumo que se vê, que se faz conhecido), afirmando que o consumo era simplesmente uma afirmação de status perante outros indivíduos, fazendo assim severas críticas ao comportamento do consumidor conforme abordado pelos economistas neoclássicos. O consumo para status, não é, obviamente, a única razão para consumir, embora seja um fator fundamental que influencia, se não determina, os outros fatores que levam uma pessoa a consumir.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Veblen é considerado por muitos um Institucionalista, pois chamava atenção para importância das normas sociais e culturais na determinação das mudanças econômicas. Foi um crítico dos Neoclássicos, ao criticar o comportamento do Consumidor, conforme postulavam, com conceitos de utilidade marginal e pré-concepções hedonistas, que exclui a importância de fatores culturais na determinação de um padrão de comportamento de consumo.
  •  
  • Principais Obras
  •  
  • The Limitations of Marginal Utility, Journal of Political Economy
  • The Theory of Business Enterprise
  • The Theory of the Leisure Class (Em português, Teoria da Classe Ociosa)
  • Menu
  • principal
  • Biografia
  •  
  • Nascido na Romênia, mudou-se logo para Viena, no final da década de 20. Lá, trabalhando em conjunto com o filho de Menger, Karl Menger, desenvolveram a matemática aplicada a economia.
  •  
  • Contribuição
  •  
  • Wald é reconhecido por seu trabalho em Teoria da Decisão Estatística, além de seu trabalho sobre Amostragem de Análise Sequencial e Controle de Qualidade. Wald estudou o sistema de equações Walrasiano visando encontrar um sistema em equilíbrio. Entretanto, chegou a conclusão que as igualdades nas equações  não garantiam resultados significativos.
  •  
  • Linha de Pensamento
  •  
  • Wald é um importante contribuidor da economia neoclássica, na medida em que colabora para a construção do sistema de equilíbrio walrasiano.
  •  
  • Principais Obras
  •  
    • On the Systems of Equations of Mathematical Economic (Sobre os Sistemas de Equações da Economia Matemática)
  • Abraham Wald
  • Rudolf Hilferding
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


The database is protected by copyright ©sckool.org 2016
send message

    Main page